Flexografia

Clichés
Flexografia

O processo de flexografia usa chapas flexíveis de fotos polímero denominadas clichés. Os clichés podem ser fabricados de forma convencional, através de um sistema analógico com utilização de fotolitos, ou de forma digital, apresentando esta segunda solução algumas vantagens em relação à primeira.

Os carimbos, automáticos e manuais, são também produzidos por flexografia.

Circuito Analógico e Digital
Flexografia

Enquanto no processo analógico são necessárias cinco etapas de produção que implicam a gravação e revelação do fotolito, a exposição a luz UV, a gravação da chapa flexográfica com solventes, a sua secagem e a exposição final de acabamento com luz germicida e UV, no circuito digital é possível suprimir duas destas etapas.

No circuito digital realiza-se a impressão direta dos trabalhos a partir do sistema informático para a chapa flexográfica sem necessidade de utilizar fotolitos. Depois procede-se à exposição a luz UV e gravação em equipamentos de solventes altamente sofisticados.

No circuito digital realiza-se a impressão direta dos trabalhos a partir do sistema informático para a chapa flexográfica sem necessidade de utilizar fotolitos. Depois procede-se à exposição a luz UV e gravação por IV (infravermelho) sem recurso a solventes.

Desenho
Flexografia

Depois de recebidos os requisitos do cliente através de um desenho ou de uma descrição do trabalho, é realizada a abertura automática da obra num sistema informático específico e avançado.

O desenho ou descrição recebido do cliente é trabalhado automaticamente para a otimização da montagem, como a das guias, cores e deflação, entre outras. O desenho resultante é em seguida enviado ao cliente para validação. Depois de validado, o operador introduz os parâmetros finais da obra no sistema informático de gestão para posterior envio para o departamento de produção.

No circuito digital, os desenhos são diretamente impressos na placa flexográfica.

Exposição a Luz UV e Germicida
Flexografia

Tanto no caso do circuito digital como no analógico, a chapa flexográfica é exposta a luz UV e germicida para um acabamento final.

Impressão Digital
Flexografia

O sistema informático envia automaticamente os dados da obra para um sistema que executa a impressão da chapa flexográfica sem utilização de solvente, como seria exigido no processo tradicional.

Endurecimento e Germicida
Flexografia
Produto Final – Cliché
Flexografia

O cliché está finalmente produzido com a máxima qualidade tecnológica e pronto para ser enviado para o cliente.